Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

segunda-feira, novembro 27, 2006

Da inocência...


Embala-me por suaves momentos
E canta-me a magia dos sonhos,
Da inocência de antigamente.
Fala-me da criança
Que não sabia que era criança.
Que tinha um remoínho no cabelo
E não fazia um ar sério nas fotografias.
Canta-me a magia do seu sorriso
Que anunciava a Primavera,
De uma lágrima sua
Que escurecia o mundo inteiro.
Tudo para ela tinha alma
E todas as almas eram uma só.
Embala-me por suaves momentos
E deixa o tempo se fechar em mim...

terça-feira, novembro 21, 2006

Deixa-me morrer esta noite


Deixa-me morrer por uns dias.
Que a alma se me encha de calma
Ao matares-me com o teu sorriso.

Deixa-me morrer já esta noite.
Que abrande meu coração
E meus pensamentos se calem.

Dá-me este eterno sono,
Para que nada em mim more
Até querer voltar a acordar.

Deixa-me morrer por uns dias.
Adormecerei.Transcenderei.
Na síntese da vida serei quase morte.

sexta-feira, novembro 17, 2006

Ao Vagabundo...


As ruas desertas têm o teu nome
E as pedras da calçada,
desgastadas pelo teu pensamento
Têm a marca do teu sentir.
Que anseia teu coração
Por estas ruas sem rumo,
Vagabundo sem Norte?
Se ainda algum alívio pudesses ter,
Era ver essas ruas se alongarem tanto
Que nunca mais lhes visses o fim!

quinta-feira, novembro 16, 2006

Chuva



A chuva bate lenta na janela

Enquanto o silêncio arde.

As horas passam longe e devagar

Nos ponteiros compassados

Do meu coração.

O tempo abranda,

Enquanto a chuva apaga o silêncio

E o medo que há em mim.

segunda-feira, novembro 13, 2006

Suspense


Estou suspensa na curva do tempo
E espero que a vida passe por aqui.
Mas será este o seu caminho?
Suspensa nas entrelinhas
De um poema inacabado
Aguardo apenas o que há-de vir,
Para poder dar-lhe um fim.
foto by me

Algumas das minhas manias

A convite de http://pensamentosvagabundos.blogspot.com/e de http://palavraspreviamentensaiadas.blogspot.com/ vou participar no desafio que consiste em enunciar 5 manias minhas. Portanto, cá vai :
1. Todas as peças de decoração e afins da minha casa têm de estar na ordem exacta em que as pûs . Basta mexerem alguma coisa de sítio um mílimetro, que eu reparo e vou rectificar!
2. Cheiro sempre as coisas antes de as começar a comer ou beber.
3. Quando estou nervosa mordo e roio as unhas.
4. Só adormeço virada sobre o meu lado direito e em posição fetal.
5. Leio vários livros ao mesmo, e acabo por não me decidir por qual recomeçar a leitura.
Cada bloguista participante tem de enunciar 5 manias suas,hábitos muito pessoais que os diferenciem do comum dos mortais.e além de dar ao público conhecimento dessas particularidades,tem de escolher 5 outros bloguistas para entrarem igualmente no jogo,nao se esquecendo de deixar nos respectivos blogues aviso do recrutamento.ademais,cada participante deve reproduzir este "regulamento"no seu blogue.
Próximos a desafiar :

sexta-feira, novembro 10, 2006

Dás-me a vontade


Dás-me a vontade
de arrancar gritos ao ar .
Dás o sentido
Ás minhas mãos
Que sabem de cor cada linha desse corpo
Que me pertence.
Minhas mãos encerram cada beijo teu
E tuas pálpebras, o teu olhar que prende o meu.
Dás-me a vontade
Da tua boca que no meu corpo trago perdida.
Dás-me o sentido
Dessa provocação em torvelhinho.

terça-feira, novembro 07, 2006

Recordar

foto by me

Trago este lugar guardado em mim. A tranquilidade dos dias passados devagar, sem angústia e sem ansiedade...o tempo parou aqui, sem pressa. Meu coração ancorou neste pequeno cantinho de areia, numa calma sem fim.

segunda-feira, novembro 06, 2006

Faltam-me as palavras


Faltam-me as palavras que persigo.
Em vão tento arrancá-las do meu peito.
Falham-me os dias onde habito.
Dias que nascem e morrem
repetidamente nos meus olhos.
Queria agarrar o silêncio
E gritar sem ninguém ouvir.

quarta-feira, novembro 01, 2006

Continuo



Reúno os meus cacos

O que sobrou de mim

E atiro-os ao mundo

Em sinal de protesto.

Que seja esta a forma

De lhe dizer que me quebrou.

Mas afinal...

Continuamos os dois.