Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Infinito...


É o infinito que toco
Com a ponta dos meus dedos,
No expoente dos meus sentidos.
Minhas mãos cheias de luz
Agarram estrelas,
Assim estirada no firmamento.
Imóvel, toda eu
Transformada em claridade.

9 Comments:

Blogger bettips said...

E dizes.."Eu quero amar, amar perdidamente..." virada para o azul do cáu. Bjinho, linda!

17 fevereiro, 2007  
Blogger bettips said...

Do céu...é a hora adiantada!

17 fevereiro, 2007  
Blogger João Filipe Ferreira said...

lindo lindo, como so tu o sabes fazer:)
adoreiiiiiiii como sempre:)
www.luso-poemas.net visita este site :) vais adorar:)

17 fevereiro, 2007  
Blogger Cris said...

Infinitamente belo!!!

Bom Feriado!

Um beijinho
Crid

18 fevereiro, 2007  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

sorri quando li as tuas palavras...senti-te feliz:)
um beijo vagabundo para a menina que garra as estrelas...

19 fevereiro, 2007  
Blogger Bruna Pereira said...

Bonito.
Simplicidade bela.

:)

21 fevereiro, 2007  
Blogger Angela said...

As tuas palavras são intensas. Tocar o infinito e agarrar estrelas... É sentir o expoente máximo da felicidade.

Beijinho grande.

21 fevereiro, 2007  
Blogger Cris said...

BOM DIA!!!!! Passa lá por Terra e vê quem nasceu!!!! A minha 3ª poldrinha!!!! É linda!

Bjkas e boa semana
Cris

26 fevereiro, 2007  
Blogger bettips said...

Olá 4 lindos! Bjinos

26 fevereiro, 2007  

Enviar um comentário

<< Home