Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

segunda-feira, novembro 27, 2006

Da inocência...


Embala-me por suaves momentos
E canta-me a magia dos sonhos,
Da inocência de antigamente.
Fala-me da criança
Que não sabia que era criança.
Que tinha um remoínho no cabelo
E não fazia um ar sério nas fotografias.
Canta-me a magia do seu sorriso
Que anunciava a Primavera,
De uma lágrima sua
Que escurecia o mundo inteiro.
Tudo para ela tinha alma
E todas as almas eram uma só.
Embala-me por suaves momentos
E deixa o tempo se fechar em mim...

12 Comments:

Blogger pensamentos_vagabundos said...

senti aqui palavras frágeis...
espero que para ti ainda tudo tenha alma...
beijo vagabundo

27 novembro, 2006  
Blogger bettips said...

Olá poema menina. Bjinho

27 novembro, 2006  
Anonymous Rosário said...

renascer e um processo dificil... mas necessario por vezes. a mudança acarreta medo, por isso e preciso voltar ao local onde te sentes mais protegida. beijos grandes adorei

28 novembro, 2006  
Blogger Estranha pessoa esta said...

Senti nas entrelinhas um grito!
Um grito de lembrar... de fazer acordar.
Acordar essa alma, esses momentos..
Esse Mundo Inteiro em Ti.
..

**

28 novembro, 2006  
Blogger .*.Magia.*. said...

A Criança que fomos, o adulto que somos...
Tudo isto numa só alma com tanto para aprender...!

Deixa que o tempo se feche em ti...

Gosto de te ver lá pelo Cheers!!!!
Volta sempre...

Cheers

28 novembro, 2006  
Blogger Cris said...

Tempo, e a criança que foste ainda está dentro de ti, deixa-a sair cá para fora de vez em quando, faz milagres!

Um bjo

Cris

28 novembro, 2006  
Blogger Defensor, O Maldito said...

Saudações!
Obrigado pela visita. Serás sempre bem-vinda ao meu espaço. Gostei de teus versos... Muito Bonitos!
Paz e prosperidade
Abraços

28 novembro, 2006  
Anonymous JorgeMiguel said...

Linda, adorei...
Uma forma de te conhecer diferente e de sentir o q te vai na alma...
Beijinho

28 novembro, 2006  
Anonymous gangrel justicar said...

Não me sentindo com capacidade para tecer um comentário "daqueles", basta-me escrever que considerei-o (como quase todos os escritos desta "alma") excelente.

Beijo

28 novembro, 2006  
Blogger Cris said...

passei devagarinho para te deixar um bjo e desejar Bom Wk

Cris

30 novembro, 2006  
Blogger Angela said...

E as tuas palavras realmente embalam e nos levam de novo para o mundo mágico da inocência da infância.

Adorei!

Beijo grande.

30 novembro, 2006  
Blogger Tiago said...

embala-me na ternura do momento, em que sou tempo, sou vento, vagabundo, um pensamento...

bjs
Tiago

01 dezembro, 2006  

Enviar um comentário

<< Home