Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Deixas tua porta aberta...


Trago comigo outras paragens,
De areia debaixo dos pés
E pôres-de-sol que apaziguam.
Acalmo meu desassossego
Com danças de palavras
Que me dão estas asas
E me trazem até aqui.
Aqui, neste lugar
Onde me deixas tua porta aberta.
Onde sei que posso entrar,
Pousar o peso que carrego
E descansar...

17 Comments:

Blogger pensamentos_vagabundos said...

acho que ainda procuro esse lugar que achaste...
beijo vagabundo menina dos retalhos..

04 dezembro, 2006  
Blogger Cris said...

pousar o peso que carrego e descansar... no espaço entre o teu ombro e o braço...

bjos

Cris

04 dezembro, 2006  
Blogger o feiticeiro da brisa said...

Tem magia o teu espaço, volto

Suave beijo

04 dezembro, 2006  
Anonymous Anónimo said...

o teu espaço é espectacular continua assim.
Beijos

04 dezembro, 2006  
Blogger Estranha pessoa esta said...

E como saber que se pode entrar?
Espera.....


E saber esse lugar?












........


.


**

05 dezembro, 2006  
Blogger .*.Magia.*. said...

Porto de abrigo de braços abertos...onde a paz habita entre desassossegos...!
Há alturas em que sinto que melhor porto de abrigo somos nós mesmos...

Cheers

05 dezembro, 2006  
Blogger Angela said...

É tão bom saber que temos uma porta sempre aberta e pronta para receber as nossas palavras sejam elas de luz ou de sombra.

Gostei muito do teu poema.

Beijo grande.

05 dezembro, 2006  
Blogger Cusco said...

Nas minhas deambulações vagabundas descobri o teu recanto..Gostei..Deixa aberta a tua porta para eu voltar.

06 dezembro, 2006  
Blogger João Filipe Ferreira said...

poxa...
bem..em primeiro lugar obrigado pelo comentário:) adorei a tua visita..
e ao vir ao teu cantinho..bem fiquei espantado com tremenda beleza...escrevs lindo lindo e voltarei sem duvida...e pa ler tudo com mais atençao:)
beijinhooooooo

06 dezembro, 2006  
Blogger Cris said...

Um beijinho e bom Wk GRANDE

Cris

07 dezembro, 2006  
Blogger Tiago said...

...e ser embalada no canto, o sussurrar do teu olhar...

bjs e bom fds
Tiago

10 dezembro, 2006  
Blogger delfim peixoto said...

Lindo poema...
jnhs

10 dezembro, 2006  
Blogger o feiticeiro da brisa said...

Aqui neste lugar onde sei que posso entrar, há uma força sentida que nunca deixes para trás

Suave beijo

10 dezembro, 2006  
Blogger Miguel said...

Apesar de ser a minha primeira visita, não consegui ir além deste primeiro texto sem te deixar umas linhas.

Sabe sempre bem ter uma porta aberta para repousar de todas as paragens que trazemos connosco, fazer soltar as palavras e abrir as asas para rumar a outros portos.

Vou vaguear um pouco mais pelo teu espaço e com frequênia.

bjs

11 dezembro, 2006  
Blogger Luís Galego said...

Trago comigo outras paragens...

próprio de quem traz o sonho na bagagem...bonito e tocante poema

11 dezembro, 2006  
Blogger Defensor, O Maldito said...

Saudações
Belo poema. Sempre trazemos conosco "outras paragens", mas quando encontramos abrigo em pessoas especiais, sempre é melhor parar e descansar...
Abraços

11 dezembro, 2006  
Blogger Lord of Erewhon said...

Belos poemas.

P. S. Onde fica o castelo da foto?

17 dezembro, 2006  

Enviar um comentário

<< Home