Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Fingimento


Reservo-me ao fingimento.
Vou banir de mim
O estado febril de palavras
Em que me encontro,
Vou repelir a vontade
De ser sofregamente,
E entregar-me
Ás aguas profundas,
Ás aguas tranquilas
Do fingimento,
Para me sentir renascer
A cada pequeno momento.
E nada será em vão.

17 Comments:

Blogger .*.Magia.*. said...

Sugiro o fingimento de uma fuga!

Também vou fingir contigo!

Finjamos (Imperativo do verbo fingir ) então em conjunto ;)

Cheers

18 dezembro, 2006  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Tens de ter mais atenção à sonoridade, a tua poesia merece-o.
Os sons em «ento» empastelam o ritmo.

Dark kiss.

18 dezembro, 2006  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

qual fenix renascida....
beijo vagabundo

18 dezembro, 2006  
Blogger Cris said...

às tantas de tanto fingir, começamos a acreditar...

1 bjo

Cris

19 dezembro, 2006  
Blogger Tiago said...

...apenas alento, nao será um momento, muito menos fingimento, aperto no peito, lado esquerdo deste meu corpo erguido...


bjs
Tiago

19 dezembro, 2006  
Blogger Lord of Erewhon said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

20 dezembro, 2006  
Blogger Cris said...

passei aqui para te deixar um beijinho... GRANDE!

Cris

22 dezembro, 2006  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

22 dezembro, 2006  
Blogger bettips said...

Para deixar BONS votos e abraços à vossa juventude!

22 dezembro, 2006  
Blogger .*.Magia.*. said...

Olá Bela, já comentei este post, mas hoje vim disfarçada de prenda, sabes o que é?...
É uma magia embrulhada com um beijo a sorrir!

:)

Dias e Noites Muito Felizes para ti...

24 dezembro, 2006  
Blogger João C. Santos said...

Olá boa noite.
Celebra-se a época do Natal, que como tudo será rica e festiva para uns e a outros nem por isso, é com esses que o nosso pensamento tem que estar é a esses que desejamos o melhor de tudo, numa altura em que a ausência nos fere e entristece como nunca.

Um Feliz Natal.

João C. Santos

24 dezembro, 2006  
Blogger Defensor, O Maldito said...

Saufações
Fiz o último post deste ano, agora só volto ano que vem.
Vim te desejar um ano novo próspero, repleto de realizações, paz e felicidade!
Viva a vida, esta bela vida!
Viva 2007!
Abraços

26 dezembro, 2006  
Blogger Quem? said...

FINGIR? SEMPRE!

BOM 2007

29 dezembro, 2006  
Blogger Luís Galego said...

E nada será em vão.

quando se consegue escrever desta maneira definitivamente nada será em vão...Boa Ano...

29 dezembro, 2006  
Blogger Tiago said...

Suave, suavemente
Entra o frio, suave
Suavemente, aconchego
O manto, sossego.
Suave, sem pressa
Entra em silencio
Suave suavemente,
Tranquilidade, harmonia,
Seda fria, gelada,
Cândida a tez que arrepia.

Feliz 2007, são os meus votos.

30 dezembro, 2006  
Blogger Defensor, O Maldito said...

OK, Bela!
Obrigado pelo gentil comentário!
Não deixe de aparecer!
Viva 2007!!!!
Abraços

02 janeiro, 2007  
Blogger João Filipe Ferreira said...

ola menina das palavras maravilhosas:)
adorei te ler de novo..estava com saudades:)
mais uma vez carregas as palavras de emoção e com uma mensagem profunda e lindamente passada.!! adoreiiiii
beijinho:)

03 janeiro, 2007  

Enviar um comentário

<< Home