Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

quarta-feira, janeiro 03, 2007

Enfrentando vagas...

foto by me

Enfrento vagas de espuma
Revoltas, agigantadas, negras,
Rebentando de fúria.
Fúria que se transforma em correntes
Límpidas, serenas, azuis
Espreguiçando-se demoradamente,
Inundando-me de calma.
Enfrento marés inconstantes
De mares, oceanos, rios
Que se estendem dentro de mim.
Enfrentando-me
Nunca me perderei nessas vagas.
Enfrentando-me
Sempre me conseguirei alcançar.

11 Comments:

Blogger pensamentos_vagabundos said...

menina forte...ou será que por entre essa força toda se esconde uma menina cheia de retalhos e de uma simplicidade que está à mostra mas ninguem a vê...
beijo vagabundo

03 janeiro, 2007  
Blogger João Filipe Ferreira said...

que lindo!! adorei:) e que força que transmites e optimismo...na fase que ando adorei ler este texto maravilhoso:)
beijinhooo

04 janeiro, 2007  
Blogger melinha said...

obrigada pela visita ao meu canto :) e tb gostei mto do teu, repleto de belos retalhos de palavras. voltarei
bj

04 janeiro, 2007  
Blogger bettips said...

"Há mais marés que marinheiros". E gostei de pensar que sempre te conseguirás alcançar... É a minha convicção para ti. E que este Ano vos seja BOM. Abç

04 janeiro, 2007  
Blogger Tiago said...

de vaga em vaga, calma calma, vagueio, espraio-me em areia com o cheiro de maresia....

bjs e votos de um bom ano atrasados :)
tiago

04 janeiro, 2007  
Blogger Defensor, O Maldito said...

Saudações
Uau! Mandou muitíssimo bem! Adorei esta poesia!
Parabéns!

04 janeiro, 2007  
Blogger MiaHari said...

Olá Bela,

Foi um prazer receber-te no meu cantinho, como lhe chamo...Daqui parto e, aqui me recolho!
Gosto muito do que escreves e, do teu poema neste post. Assim é a nossa caminhada na vida!
Beijinho, Bela, aparece sempre que quiseres.

04 janeiro, 2007  
Anonymous Noite said...

Não nos perdendo, jamis teremos de nos encontrar.

05 janeiro, 2007  
Blogger Cris said...

Há que apanhar a onda certa que nos leva à praia dos nossos sonhos. Assim sendo, há que enfrentar todas as vagas e todas as adversidades.

Gostei mesmo muito das tuas palavras.

Bom Wk!!!!

bjos

C.

05 janeiro, 2007  
Blogger M.M said...

Às vezes o enfrentar não é suficiente. "Wann das kind kind war", dizia W.Wenders.Resta sempre a ilusão. Mas gostei.

06 janeiro, 2007  
Blogger goticula said...

Obrigada, pela tua visita.
Bonito o teu espaço!Lindos poemas!

Beijinhos e voltarei

06 janeiro, 2007  

Enviar um comentário

<< Home