Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

terça-feira, outubro 10, 2006

O Fim



Ecos alucinantes ,
E o céu vai perdendo a cor...
Uma borboleta de asas incandescentes
Move-se sem saída,
Bate as suas asas com dor.
Viaja na loucura.
Vai girando em redor do nada ,
Em constante procura.
O fim é a única verdade que dura.

9 Comments:

Blogger sónia said...

vê lá se queres que te ofereça uma caixa de lápis-de-cor?
bem..bem...levas com um balde de tinta multi-cor que vais ver..lolololol

10 outubro, 2006  
Blogger Estranha pessoa esta said...

E o eco desse mesmo fim?

Dura?

11 outubro, 2006  
Blogger .*.Magia.*. said...

Iniciar é o anunciar do fim...

Beijikas Majokas...ultima novidade em beijos!

11 outubro, 2006  
Blogger Tiago said...

o fim reside no facto de inciarmos constatemente, uma e outra vez.

bjs
Tiago

11 outubro, 2006  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

this is the end
my only friend
the end...
beijo vagabundo

12 outubro, 2006  
Blogger NightWolf said...

Que nas asas do tempo escontres a felicidade, porque pode demorar, mas o tempo tudo ajuda a ultrapassar, não deixes de voar, beijinhos*

12 outubro, 2006  
Blogger Louco de Lisboa said...

Enquanto dura vida doçura...

Até outro instante

16 outubro, 2006  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

adorei as palavras e muito mesmo a imagem....
beijo vagabundo

16 outubro, 2006  
Blogger bettips said...

Esses 20 aninhos não merecem tanta "alucinação"! 'Bora para a alegria, menina! Bjinho

16 outubro, 2006  

Enviar um comentário

<< Home