Retalhos

"Entre o sono e o sonho, entre mim e o que em mim é quem eu me suponho, corre um rio sem fim."

A minha fotografia
Nome:
Localização: v.n.gaia, Portugal

Sou um contentamento descontente

terça-feira, setembro 26, 2006

Luxúria


A nossa guerra é a dos corpos.Quando nos agarramos sofregamente.Quando nos possuimos com fome.A guerra não é o que vemos todos os dias noticiado na televisão.Aí só vemos morte.A estupidez humana.
A nossa guerra é vida.É a conquista do teu corpo.Milimetro a milimetro.Não é a conquista de nenhum território.
É derrubar as tuas defesas.Não é derrubar nenhum estado ou governo.
Nesta guerra dos corpos somos sempre derrotados e vencedores.

4 Comments:

Blogger pensamentos_vagabundos said...

:)LINDOS TEXTOS.ESTE É MAIS UM..
BEIJO VAGABUNDO

27 setembro, 2006  
Blogger Estranha pessoa esta said...

A tua frase de identificação...
Sou um contentamento descontente :) :) :) :)

28 setembro, 2006  
Blogger Thinker said...

uma imagem e uma palavra, luxuria! Poderias nem ter dito mais nada e ja assim teria entendido tudo....

Esta palavra transmite tudo, o exagero, a exuberancia, o sentido escondido, a sensação revoltada, o fingimento, uma marca cretina...

Mas ainda assim a telivisão mostra não a estupidez porque essa também faz parte da natureza humana mas antes a degradação humana, dos sentidos e das atitudes. Luxúria! A guerra dos mundos que esquecem que viver é mais que olhar pró lado, viver é também olhar para nós e seguir em frente, olhar pra ti e dizer olá!

Gostei do que vi, promento correr momento a momento deste teu pequeno passado que em Junho começou a ser traçado! Obrigado pelo teu comment e até já!

Beijinhos,
Nuno

28 setembro, 2006  
Blogger Louco de Lisboa said...

Assim fossem todas as guerras...
Assim apetece ser guerreiro!
Assim posso definir-me com guerreiro...

Um kiss para ti, grato pela tua visita, permitiste-me conhecer-te.
Até outro instante

28 setembro, 2006  

Enviar um comentário

<< Home